Em nova onda de demissões, Band corta 300 postos de trabalho

Nem mesmo os mais antigos na emissora foram poupados.

Em meio a uma crise financeira, a Band promoveu uma nova onda de demissões, nesta sexta-feira (5). A emissora do Morumbi fez corte em todos os seus departamentos.

Segundo o colunista Flávio Ricco, a redução de funcionários teve início no começo da semana. No entanto, ainda deve atingir 35% de cada setor da empresa.  

Nem mesmo os mais antigos na emissora foram poupados. Dentre os que foram mandados embora estão Antonio   Petrin, a chefe de redação Débora Cunha, Lúcio Tabarelli, Carla Brandão e Paulo Salgado.  

Ainda de acordo com a publicação, cerca de 300 profissionais, ou até mais, ainda serão dispensados nos próximos dias, e o clima que perdura nos corredores da empresa é de 'velório'.  

Vale ressaltar que, em 2017, o faturamento do Grupo Bandeirantes foi de R$ 300 milhões - abaixo do esperado.