Carolina Dieckmann sobre roubo de fotos íntimas: 'Lembrança boa'

Processo se desenrola até hoje na Justiça

© AG News / Leo Franco

A atriz Carolina Dieckmann viveu um drama ao ter fotos íntimas suas vazadas por hackers em 2012. As imagens foram divulgadas pois a atriz não cedeu à exigência dos cibercriminosos, que pediram o resgate em dinheiro.

O processo, que está na Justiça até hoje, teve como desdobramento aprovação, em 2013, da primeira lei brasileira contra crimes na internet. A repercussão do caso de Carolina Dieckmann foi tão grande que a lei ficou conhecida pelo seu nome.

Apesar da lei ter ficado conhecida desta forma, a atriz não pode usá-la a seu favor, pois o crime ocorreu antes da norma entrar em vigor. De acordo com a coluna da Mônica Bergamo, do jornal 'Folha de S. Paulo', o juiz chamou Carolina durante uma audiência e disse: "Seu advogado explicou que você não vai poder usar sua lei, né?".

"Achei tão bonitinho o juiz falar isso!", diz, entusiasmada. "Falou da lei como minha! Tão simbólico, tão bonito!", disse a atriz.

"Assim, sinceramente? Eu já ultrapassei essa história. A parte bonita já superou em muito a parte ruim. Ela para mim, hoje em dia, é uma lembrança boa. Algo que... é mais uma limonadinha que a gente fez com o limão!", afirmou.

Carolina diz que, de certa forma, foi "presenteada" com o desdobramento que teve repercussões diretas na lei. "Não acesso mais as memórias ruins, só as boas", disse.